Colunas

Michel Kanas



Infiltrações na coluna

O que você precisar saber sobre esse procedimento?

05/06/2021
05/06/2021

Por se tratar de um procedimento pouco invasivo e com resultados efetivos, a indicação dos bloqueios e infiltrações na coluna vem aumentando nos últimos anos.
Além de tratar o sintoma, muitas vezes de forma definitiva, os bloqueios e infiltrações também têm função diagnóstica, já que a melhora, comprova que a estrutura-alvo do procedimento, era o fator gerador.

O objetivo da infiltração, é diminuir o processo inflamatório na estrutura acometida, bem como, “quebrar” um ciclo de dor crônica e de “memória de dor”. Para isso, são injetadas soluções contendo anestésico e corticoide, próximas a estrutura inflamada, ou bloqueando sua inervação.
Esse procedimento é guiado por radioscopia ou tomografia, e o paciente, submetido a uma leve sedação para conforto.

As principais estruturas que podem ser alvo de infiltrações e bloqueios são:
1) Raiz nervosa (infiltração transforaminal - Fig 1)
2) Articulações facetarias (Infiltração do ramo medial - Fig 2 ou intra-articular Fig 3)
3) Disco intervertebral (infiltração transforaminal ou do gânglio de L2 - Fig 4),
4) Cóccix (infiltração do gânglio ímpar - Fig 5)
5) Articulação sacro-ilíaca (Infiltração sacro-ilíaca Fig 6).

Numa infiltração bem-sucedida, o paciente volta a situação em que estava antes da crise. Sem dor, a evolução na reabilitação é mais rápida e efetiva, e o paciente pode iniciar um programa de fortalecimento e readequar seus hábitos, para evitar novas crises.

O procedimento é indicado para pacientes com dor, que não melhoraram com medicação analgésica e fisioterapia, e que possuem pequenas compressões de raiz nervosa (seja por hérnia ou estenose), degeneração ou inflamação facetaria, alguns casos de degeneração discal, dor crônica no cóccix e nas articulações sacroilíacas.

Na maioria dos casos, o paciente vai de alta no mesmo dia do procedimento, e no dia seguinte, pode retomar sua rotina.


778
2
0
0

Comentários

Seja o primeiro a comentar!
Whatsapp

Oi! Como o PedraMadeira pode te ajudar?