Colunas

PedraMadeira .



Síndrome do Túnel do Carpo

Uso do Ultrassom no diagnóstico

17/06/2021
17/06/2021

Nos últimos anos temos observado, nos cirurgiões de mão que temos contato, um aumento do uso do Ultrassom para fazer o diagnóstico de Síndrome do Túnel do Carpo. Por conta disso fomos na literatura procurar o que há de evidência sobre esse assunto.

A Síndrome do Túnel do Carpo (STC), se refere a compressão do nervo mediano no nível do punho e é a mais comum das neuropatias por compressão dos nervos periféricos. Sintomas incluem parestesia ou formigamento no polegar, indicador, médio e metade radial do anelar. Parestesia noturna nos 3 primeiros dígitos, são praticamente patognomônicas de STC. Nos casos mais avançados, os pacientes podem queixar-se de dor e na região tenar e apresentar hipotrofia da musculatura dessa região.
Incidência de 3 a 6% na população;
Acometimento maior no sexo feminio na proporção de 3:1 e idade de início por volta dos 40 anos de idade.

O diagnóstico é, geralmente, feito pela combinação dos sintomas clínicos e exame eletrodiagnóstico, como a eletroneuromiografia.
Os exames eletrodiagnósticos são importantes para determinar a severidade da compressão e podem ajudar a antecipar o tempo necessário para recuperação.

Na ultima década o uso da Ultrassonografia (USG) tem sido muito utilizada no auxilio diagnóstico;
Muitos estudos comparam os estudos eletrodiagnósticos ( como eletreoneuromiografia) com o USG.
Existe hoje clara evidência que o USG pode ser utilizado com alternativa para os estudos eletrodiagnósticos.
O melhor parâmetro do USG para predizer compressão nervosa é o aumento da área de secção transversal (AST)  do nervo;
Um nervo mediano com AST maior ou igual a 10mm², no nível do pisiforme, é um parâmetro consistente para diagnóstico de STC (sensibilidade de 97%);


Revisão sistemática procurou estimar se a aferição da AST no USG pode corresponder  ao grau severidade, demonstrado pelos estudos de eletrodiagnóstico;

De acordo com o estudo:

Uma AST de 11,64mm² corresponde a uma STC leve;
Uma AST de 13,74mm² corresponde a uma STC moderada;
Uma AST de 16,80 mm² corresponde a uma STC grave;

Então é possível correlacionar diagnóstico com a serveridade da compressão utilizando só o Ultrassom com exame complementar, mas na prática isso funciona?

Compartilha com a gente a sua experiência aqui nos comentários!


DOI: 10.1097/PHM.0000000000001104


652
0
0
0

Comentários

Seja o primeiro a comentar!
Whatsapp

Oi! Como o PedraMadeira pode te ajudar?